O Plenário do Senado confirmou, nesta terça-feira (12), a indicação dos economistas Rodrigo Alves Teixeira e Paulo Picchetti para os cargos de diretores do Banco Central. A indicação de Rodrigo Teixeira (MSF 78/2023) recebeu 50 votos favoráveis ​​e apenas três contrários. Ja Paulo Picchetti (MSF 79/2023) teve 53 votos a favor e quatro contrários, além de uma abstenção. Os indicados já haviam sido aprovados em sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) no fim do mês de novembro.

A indicação de Rodrigo Alves Teixeira foi relatada na CAE pelo senador Nelsinho Trad (PSD-MS). O economista assume a vaga de Maurício Costa de Moura, cujo mandateo termina no dia 31 de dezembro. Teixeira tem graduação, mestrado e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente dá aulas na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Ele é analista do Banco Central desde 2002 e atuou como servidor cedido ao Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), ao Ministério de Planejamento, à Casa Civil e à Agência Brasileira de Promoção das Exportações (Apex-Brasil), entre outros.

A mensagem da indicação de Paulo Picchetti foi relatada pelo senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR). Picchetti assume a vaga de Fernanda Magalhães Rumenos Guardado, que também deixa o cargo em 31 de dezembro. Ele é formado em Economia pela PUC-SP, com mestrado na USP e doutorado na University of Illinois (Estados Unidos). Foi pesquisador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e atualmente é professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), além de membro do Comitê de Datação de Ciclos Econômicos no Brasil (Codace).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Source

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here